Comet é mais um daqueles filmes que passam completamente despercebidos pelo olhar do público e da mídia, mas é um filme que merece ser assistido.comet-556e167f375f4

Eu Justamente Estava Pensando em Você – Sim, tem tradutor que não tem noção do ridículo – conta a história de Dell ( Justin Long) e Kim ( Emmy Rossum ) de uma maneira não linear, como se fosse um amontoado de sonhos e realidades paralelas dentro de seis anos. Toda essa maneira de narrar a história fez o filme ser diferente, de certa maneira único. Desde a fotografia um tanto quanto peculiar, até a confusão de cenas e diálogos muito, mas muito bem escritos. Afinal, quem assina a direção é Sam Esmail – O mesmo abençoado que fez Mr.Robot – e o cara sabe construir bem um enredo.

comet5

O fator do filme não ter nenhuma expectativa alta faz dele ainda melhor. Pois não é nenhuma obra inesquecível do cinema, mas algo diferente e sincero. E isso é bem difícil de se achar nos dias de hoje, principalmente pela hipertrofia de clichês e a mesma história com atores e atrizes diferentes. Hollywood precisa se reinventar um pouco.
Como todos os filmes, Comet também sofre de alguns erros. A sua cronologia de certa maneira bagunçada, às vezes confunde, mas não que seja um problema grandioso.

comet-post

Esmail acerta em cada detalhe do filme, pois ele é basicamente os dois personagens dentro daquela uma hora e meia. É possível sentir as alegrias e aflições dos personagens e da relação entre os dois. E todos os outros recursos ajudam de uma maneira fenomenal criar essa atmosfera. A trilha sonora que se encaixa muito bem nos momentos mais animados e até mesmo nos melancólicos – mesmo que Dell seja um personagem levemente pessimista e depressivo.  A direção de arte é totalmente diferente, pois ela tem um tom e cores que raramente são vistas nas telonas, e isso ajuda criar e demonstrar sentimentos, acaba dando vida para a cena. Algo que se encaixa muito bem quando o assunto é flashback, sonhos e emoções.

Por mais que Comet não seja uma maestria, ele é um filme bonito e mostra o amor exatamente como ele é de verdade. Ou seja, imperfeito, complicado, profundo e que só vale quando dividido com outra pessoa de maneira pura e sincera.

comet-final-scene

Posted by:Victor Hugo

Just a mad man with a box.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s