ryan-gosling-as-driver-in-drive-2011.jpg

“I give you a five minute window. Anything happens in that five minutes and I’m yours. No matter what. Anything happens a minute either side of that and you’re on your own.

I don’t sit in while you’re running it down. I don’t carry a gun.

I drive…

Lançado em março de 2011, baseado no livro de James Sallis e dirigido por Nicolas Winding Refn (Valhalla Rising; Only God Forgives), o filme acompanha um período da vida do Driver, um criminoso, dublê, mecânico e futuro piloto de corrida excelentemente interpretado por Ryan Gosling (The Big Short; The Ides of March) e cuja identidade não é revelada. Nomes como Bryan Cranston (Breaking Bad; Argo), Albert Brooks (Finding Nemo; Taxi Driver) e Ron Perlman (Hellboy; Sons of Anarchy) e Oscar Isaac (Ex Machina; Star Wars: Episode VII — The Force Awakens) também estão presentes no filme.

Drive é um filme cheio de nuances e detalhes, sejam eles presentes no simbolismo das músicas, dos escassos diálogos ou até mesmo dos marcantes figurinos, e cujo principal ponto é a excepcional e envolvente direção. Como os diálogos não explicam tudo ao espectador e não são tão frequentes, principalmente por parte do Driver, o trabalho de contar a história pesa muito mais sobre a direção e a atuação, fazendo com que o público tenha que ter atenção para interpretar tudo o que lhe é mostrado.

Ryan-Gosling-Drive-movie-image-7.jpg
Driver (Ryan Gosling)

O filme, apesar de não ter feito tanto sucesso com o público em geral, foi aclamado pela crítica, figurando nas listas de top 10 filmes do ano de diversos críticos. Talvez essa rejeição do público ao filme se deva à expectativa criada pelo trailer de que o espectador receberia um filme meio genérico de ação com muitas perseguições de carro e pessoas atirando umas nas outras, o que definitivamente não é o que o Winding entrega.

As cenas de abertura do filme mostram o Driver fazendo um trabalho como piloto de fuga, desde o momento em que pacientemente explica seu meticuloso protocolo ao cliente, que terá apenas cinco minutos para efetuar o roubo e voltar ao carro, até o momento em que cumpre a sua parte do acordo fugindo da polícia em uma das ótimas sequências de perseguição do filme. Essa abertura funciona muito bem para apresentar o personagem ao espectador como aquele famoso “frio e calculista”, um homem metódico que planeja tudo o que faz.

A história começa quando o Driver conhece Irene (Carey Mulligan), sua nova vizinha cujo marido está na prisão, e acaba se apaixonando por ela. Driver vê nela e em seu filho, Benício (Kaden Leos), uma esperança para abandonar seu passado e viver uma vida melhor, longe do mundo do crime que habita; como se aquela família fosse uma luz no fim do túnel para ele.

a633c158f7c8322182dfba7fca90f96eEle se aproxima de Irene e do garoto aos poucos, levando-os para passear, dando caronas e coisas do tipo, até que fica amigo dos dois. Mas tudo isso cai por terra quando Gabriel Standard (Oscar Isaac), o marido de Irene — que, diga-se de passagem, já estava claramente gostando do Driver — sai da prisão e volta para casa.

Standard, por conta da proteção recebida enquanto preso, tem uma dívida com criminosos da área, que, por meio de ameaças à sua família, o forçam a aceitar um trabalho de roubar uma loja de penhores para tentar pagá-la. Driver se preocupa com Irene e Benício e, portanto, aceita ajudar Gabriel no assalto. É aí que tudo dá errado.

O contratante os enganou: eles caem numa emboscada e Gabriel acaba morto. Agora Driver tem que dar um jeito de se livrar dos criminosos na sua cola e, ao mesmo tempo, proteger Irene.


 

Esse vídeo analisa muito bem o filme (com spoilers):

 

Nota: 10/10

Posted by:Victor Hugo

Just a mad man with a box.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s