Me pergunto cada dia mais porquê as pessoas estão tão vazias, tão rasas. Eu quero oceanos inteiros, quero conhecer as criaturas abissais que vivem em cada um que se aproxima de mim, mas o máximo que encontrei até agora foram patinhos de borracha, peixinhos dourados e um barquinho de papel.

Não sei se o problema foi eu ter me aprofundado demais em mim ou se foram as pessoas que perderam o interesse em si próprias… exijo delas o que vejo em mim e me parece que não há ninguém que queira ver de mim algo além dos meus corais .

Posted by:Isabela Meneghelli

Some moments are even worthing write about.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s