Valentina era uma observadora nata, se sentava no jardim de frente para a avenida e ali passava horas e mais horas observando rostos desconhecidos e sentimentos rotineiros de uma vida cotidiana e monótona. Os lábios carnudos se apertavam contra a xícara de porcelana – sua avó lhe tinha dado de presente antes de partir para uma viagem que só a mesma sabia o itinerário, aparentemente, sem volta – e os dedos longos abraçavam todo seu corpo, apertando-a como a única certeza de uma vida inconstante.

Doce menina de lábios amargos e alma ácida.  Acha as rachaduras do teto poéticas e a bagunça de sua vida reconfortante, para que arrumar algo que alguma hora desmoronará? Aguarda o caos da seis da manhã até a madrugada vazia que se preenche de vinho e discos do Bauhaus, por que arrumar a cama se apenas seu corpo desarrumará os lençóis nas noites quentes de verão? Um questionamento por vez, Valentina repete isso todo dia. Mas por que tem tantos porquês em cada fio castanho torto nessa cabeça de vento? Calma, menina… Ainda é só nove da manhã.

A garota mimetizada aos móveis de sua casa não se pergunta mais o motivo de tantos hematomas no corpo. Ora Valentina, essa é você no comodismo dos próprios machucados. Por que não mudar de lugar aquele criado mudo que tanto te machuca? Ah, Tina… você é cômoda até com a toxidade das pessoas e quer reclamar de um machucado a mais.

Calma, morena… A cidade já não dorme mais, esperando seu choro acabar e a música cessar junto de seus olhos cansados. A vizinhança não consegue dormir com o som dos seus soluços. Anda, Valentina, ninguém para apenas pra observar uma garota machucada pela vida a chorar, reerga-se e vá olhar, mais uma vez, a vida pela janela passar.

Posted by:Malu Reining

uma nada extraordinária garota

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s